Slideshow 2

31/08/2021 10:05

Bons resultados marcam a última etapa do Brasileiro Loterias Caixa Sub-18

 

O Campeonato Brasileiro Loterias Caixa Sub-18 de Atletismo terminou na tarde do último domingo (29/8), com bons resultados, no Estádio do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, na Vila Clementino, em São Paulo.

Destaque para os resultados dos matogrossense Arthur Monteiro Curvo (AABB/MT) de 16 anos, que venceu o lançamento do dardo, com 65,44 m, depois de ter alcançado 66,67 m na qualificação, assumindo a liderança do ranking sul-americano e Júlia Silva Gonçalves (Barra do Garças-MT), de 15 anos, que venceu os 800 m, com a marca de 2:15.99.

Arthur treina com professor Elias e ficou muito feliz com o resultado. “Foi meu bicampeonato do Sub-18, embora esteja em meu primeiro ano na categoria”, disse o atleta, que treina com o professor Elias Ramos, em Cuiabá. “Ele tem grande potencial e ainda vai dar muitas alegrias ao Brasil”, comentou o treinador.

Outra grande vitória ficou por conta de Vinícius Klein de Freitas (ACARISUL-SC), no salto triplo, com 14,65 m (1.1), novo recorde pessoal e marca que lhe garante a liderança dos rankings brasileiro e sul-americano no Sub-18. “Fiquei feliz com o resultado e com a minha qualificação para o Campeonato Sul-Americano”, disse Vinícius, que tinha 14,22 m (0.0), como melhor marca. A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) anunciará nos próximos dias a lista de todos os convocados para o torneio, que será disputado nos dias 25 e 26 de setembro, em Encarnación, no Paraguai.

A meta de Vinícius, que faz atletismo há três anos, na cidade de Rio do Sul, é mais alta. Ele sonha em representar o País no Mundial Sub-20 de 2022, marcado para Cáli, na Colômbia. “Temos de ter objetivos maiores para evoluir”, comentou. Jarley Campanari da Silva Cuellar (AJMT-PI) ficou com a medalha de prata, com 14,49 m (1.6) e Gilvan Ribeiro da Costa (SEMELPA-Peixoto-MT) terminou com o bronze, com 13,83 m (0.8).

Emerson Rodrigues de Souza (Barra Bonita-SP) terminou em segundo lugar, com 58,80 m, seguido de Yuri Moreira Benites (Guarani/Kaiowa-MS), com 58,39 m.

Outros destaques foram Enzo de Castro Barros (Luasa-SP) e Gabriela de Freitas Tardivo (IPEC-PR), que conquistaram a segunda medalha de ouro na competição. Enzo, que havia ganhado os 100 m, venceu também os 200 m, com 22.03 (-1.0). E Gabriela, campeã dos 1.500 m, levou a melhor também nos 3.000 m, com 10:09.22. “Vou voltar para casa muito feliz”, comemorou Enzo, que nasceu, mora e treina em Taubaté (SP).

Nos 800 mts masculino, o ouro ficou com o paraense Elias Oliveira dos Santos (ABS-PA), com 1:52.66. “Realizei o sonho de ser campeão brasileiro e com certeza vai ser motivo de muita alegria para minha família”, disse o corredor, que havia sido medalha de prata nos 400 m. “Minha cidade vai gostar”, lembrou, referindo-se a Ulianópolis, que fica no Sul do Pará.

Paralímpicos - A Confederação Brasileira de Atletismo incluiu duas provas de 100 m – masculina e feminina – para atletas com síndrome de Down, que treinam normalmente nas instalações do Centro Olímpico. “São atletas que fazem atletismo, natação e ginástica e que reunimos para a competição”, disse Roberto Di Cunto, presidente da Associação Paradesportiva JR, que cuida da inclusão dos atletas.

Todos os participantes, independentemente do resultado, receberam medalhas de ouro e subiram ao pódio da competição, recebendo os parabéns do presidente e do vice-presidente do Conselho de Administração da CBAt, Wlamir Motta Campos e Edson Luciano Ribeiro.

A competição, que reuniu mais de 700 atletas, de 131 clubes de 22 Estados e do Distrito Federal, seguiu todos os protocolos de segurança sanitária recomendados pelas autoridades, com medição da temperatura corporal, a disponibilidade de álcool gel, a exigência do uso de máscaras e controle do distanciamento social, controlado por seguranças espalhados pela arquibancada, que recebeu apenas atletas e treinadores.

Todas as informações como resultados completos, histórico e atletas participantes podem ser acessadas no hotsite da competição: CLIQUE AQUI

O Campeonato teve apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) que desenvolve o Programa de Formação de Atletas juntamente aos clubes integrados e ENADs (https://cbclubes.org.br/).

A NewOn é patrocinadora do atletismo brasileiro para a saúde integral dos atletas e apoio às competições.

As Loterias Caixa são a patrocinadora máster do atletismo brasileiro.


© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo