Slideshow

16/10/2020 16:50

Medalhista do Pan 2007, ginasta Ana Paula Scheffer morre aos 31 anos no oeste do Paraná

(GE)

A ginasta Ana Paula Scheffer, ex-atleta da seleção brasileira de ginástica rítimica, morreu nesta sexta-feira, aos 31 anos, em Toledo, no oeste do Paraná. Medalhista nos Jogos Panamericanos do Rio, em 2007, ela foi encontrada morta em casa, onde morava com os pais, no início da tarde. A suspeita inicial é que ela tenha sofrido um infarto fulminante. As informações foram repassadas pela assessoria de ginástica rítmica de Toledo ao G1 PR.

Ainda segundo a assessoria, Ana Paula Scheffer estava deitada na cama do quarto quando foi encontrada, por volta das 12h30, pela mãe.

- Ela era uma menina muito alegre, muito querida. Nunca me deu trabalho, era muito amorosa. Foi nosso orgulho, meus dois filhos são orgulhos para mim. Vai ser mais difícil, porque parece que é um sonho o que estou passando. A hora que cair a ficha vai ser difícil, disse a mãe Sonia Scheffer .

Como atleta, Ana Paula Scheffer disputou competições pela equipe brasileira de ginástica rítmica e conquistou o bronze no individual de arco no Pan de 2007. 

Ela trabalhou também como treinadora nas seleções transitórias de Ginástica Rítmica Individual e de Conjunto e também vinha atuando como técnica da modalidade em Cascavel, no oeste do Paraná.

A Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) publicou uma nota de pesar pela morte da ginasta e lembrou que ela era uma das mais notáveis de sua geração, além de destacar o seu trabalho atual como treinadora. (leia a nota completa abaixo)

Ana Paula Scheffer era treinadora na cidade de Cascavel — Foto: Emanuel Rocha/CBG

Ana Paula Scheffer era treinadora na cidade de Cascavel — Foto: Emanuel Rocha/CBG

- Ana Paula Scheffer é uma das atletas que construíram a nossa Ginástica Rítmica, e que a transformaram em motivo de grande orgulho para todos os brasileiros. Além de inspirar, tinha um importante trabalho de formação de novas atletas no Paraná, disse a presidente da CBF, Maria Luciene Cacho Resende.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Toledo. O velório deve ser realizado em Toledo, no sábado, ainda sem local definido. 

Íntegra da nota da CBG

A Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) lamenta profundamente o falecimento da ex-ginasta Ana Paula Scheffer.

Uma das atletas de Ginástica Rítmica mais notáveis de sua geração, Ana Paula conquistou a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos do Rio, em 2007, no aparelho arco.

Treinadora, atuava em Cascavel na formação de atletas. “Ela deu continuidade à carreira na GR como treinadora; suas atletas obtiveram títulos nacionais e sul-americanos”, diz Marcia Aversani, presidente da Federação Paranaense de Ginástica.

Ana Paula morava com os pais. Segundo relatos, a mãe da treinadora foi chamá-la, e, ao não receber resposta, encontrou-a sem vida.

O corpo foi levado ao IML de Toledo para apuração da causa da morte. O velório deverá ser realizado apenas na manhã deste sábado (17), a fim de dar tempo para que um irmão, que mora no Canadá, possa estar presente.

Além do feito nos Jogos Pan-Americanos do Rio, Ana Paula participou do Pan da modalidade, em 2005; dos Jogos Sul-Americanos de 2006, em Buenos Aires, e de 2010, em Medellin, além do Mundial de GR de 2009, no Japão.

“Como árbitra, via em Ana Paula uma ginasta que fazia uma bela figura em quadra, sempre apresentando elementos de dificuldade e de muita beleza também”, acrescenta Marcia.

“Ana Paula Scheffer é uma das atletas que construíram a nossa Ginástica Rítmica, e que a transformaram em motivo de grande orgulho para todos os brasileiros. Além de inspirar, tinha um importante trabalho de formação de novas atletas no Paraná. Parte cedo demais, mas não será esquecida. Meus sentimentos aos familiares e amigos”, declarou a presidente da CBG, Maria Luciene Cacho Resende.

 

© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo