Slideshow

20/05/2020 19:42

Em tratamento de câncer, Vadão, ex-técnico da seleção feminina, está internado na UTI do Einstein

(GE)

O técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, está internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. A assessoria de imprensa do hospital confirmou a informação, mas, a pedido da família, não deu mais detalhes.

Segundo apurou o GloboEsporte.com com pessoas próximas, Vadão está hospitalizado desde a semana passada na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) devido a complicações de um câncer no fígado.

Aos 63 anos, ele trata da doença desde o início de 2020, quando passou por sessões de quimioterapia e chegou a apresentar evolução, mas o quadro se agravou recentemente.

O último trabalho de Vadão foi pela seleção brasileira de feminina, de onde foi demitido em julho de 2019 depois da Copa do Mundo.

Ao longo da carreira como treinador, ele também teve passagens marcantes por São Paulo, onde lançou Kaká no time profissional, Atlético-PR, Guarani, Ponte Preta, Corinthians, Mogi Mirim, entre outros clubes.

Pelas redes sociais, Guarani e Ponte Preta passaram mensagens de apoio ao técnico e aos familiares:

Guarani FC (de 🏡
@oficialguarani 

O técnico Osvaldo Alvarez, mais conhecido como Vadão, está passando por um momento complicado de saúde. Nos momentos bons e ruins de nossa história, sempre estivemos juntos e, agora, não será diferente. A Maior do Interior está contigo, Vadão! 🙏🏼

View image on Twitter
40 people are talking about this 
A. A. Ponte Preta (de 🏠) @aapp_oficial 

A Ponte Preta deseja melhoras ao técnico Vadão e se une à família e amigos, torcendo por uma rápida recuperação do treinador que trouxe tantas alegrias à torcida pontepretana. Força, Vadão! Estamos com você. ! 🖤

View image on Twitter
 
See A. A. Ponte Preta (de 🏠)'s other Tweets
 
 

Identificado com os dois times de Campinas, Vadão é conhecido na cidade como "Mister Dérbi" por nunca ter perdido um clássico na cidade. A invencibilidade é de nove jogos, com cinco vitórias (quatro pelo Guarani e uma pela Ponte) e quatro empates (três pela Ponte e um pelo Guarani).

A carreira de Vadão também começou no interior paulista. Foi com o Carrossel Caipira no Mogi Mirim com Rivaldo, Leto e Válber que o treinador ganhou visibilidade nacional no início da década de 90.


© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo