Política

07/12/2018 11:25

Mauro deve abrir espaço para partidos; DEM se frustra sem Educação

(folhamax)

Depois de anunciar cinco nomes de sua estrita confiança para compor seu secretariado, o governador eleito Mauro Mendes (DEM) agora deve ouvir os partidos aliados antes de anunciar os demais nomes do primeiro escalão. Na próxima segunda-feira (06), o democrata irá se reunir com seu partido para definir se contemplará a sigla com alguma pasta.

Segundo o deputado estadual Dilmar Dal’Bosco (DEM), no encontro será explanado os perfis indicados pelo partido para participar do Governo. No entanto, ele lembra que o governador eleito terá que avaliar qual pasta estará disponível para o DEM. 

“Teremos a reunião e vamos saber dele (governador) qual secretaria terá para oferecer ao partido. Temos vários nomes para apresentar, mas precisamos saber qual a Secretaria”, destacou o deputado em entrevista ao FOLHAMAX

O deputado demonstrou surpreso com a permanência da atual secretária do governador Pedro Taques (PSDB), Marioneide Angélica Kliemaschewsk na Secretaria de Educação (Seduc). Isso porque, ele avalia que o partido contava com a indicação do suplente de deputado federal, Adriano Silva (DEM), que tem larga experiência na área da Educação, tendo sido reitor da Unemat. 

“Tínhamos o Adriano que foi da Unemat e tem experiência na Educação. Por isso, precisamos aguardar qual das secretarias o Mauro quer a presença do DEM para indicar”, pontuou. 

Dal Bosco afirma ainda que Mauro teria o “compromisso” de contemplar Adriano Silva, já que foi o governador eleito quem convidou o suplente para migrar para o DEM. “Ele convidou o Adriano para vim para cá (DEM). Então, tem este compromisso. Mas o perfil do Adriano era muito bom para Educação”, pondera.

O deputado espera que Mendes oficialize na próxima semana todo o secretariado e acredita que os partidos que estiveram presentes na aliança durante a campanha deverão ser contemplados.  “O MDB, PSD,PDT e DEM ajudaram a eleger e precisam ser contemplados também. É preciso que ele decida logo, porque esses secretários precisam tomar pé da situação das secretarias para poder começar a trabalhar”. 

SECRETÁRIOS ANUNCIADOS

Entre os secretários revelados por Mendes nesta quinta-feira (06), apenas um tem ligação política partidária por ser vereador. Trata-se de Gilberto Figueiredo (PSB) que antes de ser eleito parlamentar atuou como secretário de Educação do município de Cuiabá, quando o governador eleito era prefeito. No Governo do Estado, o vereador ficará a frente da Saúde. 

Escolhida para a Secretaria de Educação, a professora Marioneide Angélica também trabalhou com Mauro Mendes em Cuiabá. Ela foi adjunta de Figueiredo na pasta e, com a saída dele para disputar as eleições, efetivada como titular da pasta.

Outro nome já conhecido do governador eleito é do o arquiteto Marcelo de Oliveira, o Marcelo Padeiro, que também foi secretário de Mendes na prefeitura. Ele assume a Secretaria de Infraestrutura. 

O delegado da Polícia Federal, Alexandre Bustamante, anunciado na Secretaria de Segurança Pública, foi nomeado por Mauro Mendes como diretor da Arsec (Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Cuiabá). 

Já o escolhido para a Casa Civil foi o empresário Mauro Carvalho. Ele é compadre de Mendes e atua nos bastidores das campanhas do governador eleito desde o ano de 2008.

 

 

© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo