Notícias

13/01/2021 23:23

SEGUNDA ONDA - Globo expõe 207 mortes por Covid nos primeiros 13 dias de 2021 em MT

(FOLHAMAX)

O aumento exponencial no número de casos e mortes pelo novo coronavírus em Mato Grosso voltou a ser destaque em rede nacional. A edição desta quarta-feira (13) do Jornal Hoje, da Rede Globo, mostrou que 207 pessoas perderam a vida pela doença nos 13 primeiros dias deste ano. 

Para mostrar o crescimento no número de casos, a reportagem exibiu as filas quilométricas que vêm se formando diariamente em torno do Centro de Triagem da Covid-19, instalado na Arena Pantanal, em Cuiabá. O espaço foi criado para que pacientes com sintomas leves pudessem iniciar o tratamento precoce, e desta forma, não necessitarem da internação.

Na última segunda-feira (11), vídeos que circularam nas redes sociais e grupo de WhatsApp flagraram uma “fila impressionante” formada por pessoas que que aguardavam pelo diagnóstico do da doença. O fluxo de pessoas já é semelhante ao registrado nos primeiros dias de funcionamento do Centro de Triagem, no mês de julho, quando o Estado enfrentava o auge da infecção.

De acordo com a Secretaria de Estado e Saúde (SES), as 900 senhas continuam sendo distribuídas, sendo 500 virtuais através do site e 400 presenciais, que são entregues das 6h às 6h45. No entanto, devido à grande demanda pelo agendamento, as senhas estão se esgotando rapidamente no site. 

Segundo os médicos, Mato Grosso deve viver um novo colapso no sistema de saúde nas próximas semanas. Nesta terça-feira (12), a SES confirmou 192.353 casos e 4.708 óbitos motivados pelo coronavírus no Estado.

Em 24 horas foram registrados 1.247 novos casos da doença no Estado. Entre os diagnósticos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 255 pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) públicas e 288 em enfermarias.

Hospitais particulares já estão com 80% de ocupação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Em relação aos leitos públicos 60% dos leitos já estão ocupados com pacientes em estado grave da doença, o que não acontecia desde o dia 19 de setembro.

Além disso, quatro hospitais do Estado já atingiram a ocupação máxima dos leitos dedicados para atender pacientes com casos graves da doença. 


© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo