Notícias

17/05/2019 17:59

Radar Portátil: Excesso de velocidade provoca mudanças no trânsito em Alta Floresta

(ascom)

O município de Alta Floresta passa a viver uma nova realidade no trânsito, recentemente pouco mais de 600 placas de sinalização, de regulamentação e advertência, foram implantadas em todo o perímetro urbano, a implantação da ciclofaixa que está acontecendo gradativamente e mais recente, a chegada de uma radar do tipo estático, ou portátil, divide as opiniões de alguns munícipes.

Na última quarta-feira, dia 15 de maio, os Agentes Municipais de Trânsito receberam uma capacitação, conhecendo e aprendendo todos os detalhes de software e funcionamento da TruCam, que foram explicados aos agentes pelo técnico da empresa fabricante, Adinaldo Ferreira Tosta, na sede da direção de trânsito.

“A utilidade dele é basicamente medir a velocidade e coibir o abuso de velocidade principalmente das motos, onde o equipamento estiver operando”, apontou Tosta falando do resultado que o equipamento apresenta no trânsito. “O resultado é muito positivo, tenho números que comprovam a eficácia do equipamento, onde ele é utilizado diminui drasticamente o índice de acidentes com vítimas fatais principalmente”.

Para o diretor municipal de trânsito, Messias Araújo, a capacitação teórica e prática dos Agentes é muito importante. O diretor afirma que uma conscientização de 45 dias, usando a mídia, com panfletos, algumas placas orientando os condutores, será realizada, deixando espaço aberto ao público para algumas sugestões, e após esta adaptação dos condutores ao aparelho, ele será posto em prática. “Todos os agentes de trânsito de Alta Floresta estarão aptos a operar o medidor estático portátil”, apontou Araújo.

“Infelizmente o nosso município tem um grande índice de acidentes, dos quais estão atrelados ao excesso de velocidade e esse aparelho vem unicamente para conscientizar a população e aqueles que avançam os limites de velocidade sobre as consequências de um acidente de trânsito. Quero deixar bem claro que esse aparelho não é para instituir uma indústria e multas e sim a educação focada justamente a aquelas pessoas que avançam o limite de velocidade”, pontou Messias Araújo.

O técnico da empresa confirma a agilidade do radar. “É um equipamento simples de ser utilizado, o tempo remontagem e funcionamento dele não supera cinco minutos, o nosso curso tem duração de no máximo oito horas, e a partir daí o agente tem capacidade de operar e ter um bom aproveitamento com o equipamento".

Um dos principais objetivos, o foco mesmo da secretaria de trânsito, está interligado a rodovia MT-208 que está interligada no perímetro urbano de Alta Floresta, “Esse vai ser o nosso foco, nós vamos fazer todo o treinamento necessário dos nossos Agentes de Trânsito, buscar a parte burocrática juntamente com o Governo do Estado, e vamos colocar em prática justamente naquela MT onde tem um índice muito grande de acidentes com vítimas fatais, e com certeza em todo o perímetro urbano e rural do município”, aponta Araújo, frisando que o radar captura imagens em até 1.200 metros deixando armazenado no sistema a foto do veículo, qualquer veiculo que passar avançando o limite de velocidade. “Se algum condutor que for notificado neste tipo de infração poderá acessar as fotos e até mesmo o vídeo que estará gravado no sistema, aberto a aqueles cidadãos que se achar interessado em reivindicar as imagens”.

A prática de direção perigosa no centro do município de Alta Floresta é constante, o uso do radar visa coibir este tipo de situação. “Então, nós temos uma serie de reclamações depois das 17h e finais de semana, infelizmente alguns condutores que ainda insistem a promover aquelas famosas direção perigosa, a gente vê que a Polícia Militar constantemente está encaminhando pessoas enquadradas nos artigos 175 e 174, que envolve justamente a direção perigosa, e consequentemente lá na frente ele vai provocar um acidente, muitas pessoas, alguns inocentes pagam pela imprudência de alguns condutores, e felizmente este equipamento veio pra somar para a gente reduzir o índice de velocidade e cooperar com a segurança no trânsito”, concluiu Messias Araújo, diretor municipal de Trânsito.

 

© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo