Notícias

15/04/2019 09:52

Prefeitura notifica empresa que fez poda irregular de árvores em Alta Floresta

(ascom)

Por constatar irregularidades em árvores que ficam em logradouros públicos, a Prefeitura de Alta Floresta, através de Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Direção de Meio Ambiente, acionou a empresa responsável pela distribuição de energia elétrica no município a prestar esclarecimentos.

A direção municipal de Meio Ambiente esclareceu que os serviços realizados pela concessionária Energisa são de exclusividade da própria empresa e reforça que foi disponibilizado anteriormente a Lei Municipal 1788/2009 e 2267/2015 para a concessionária ter conhecimentos do código de arborização no município.

No início da última semana a Secretaria de Desenvolvimento provocou uma reunião envolvendo as secretarias de Infraestrutura, de Gestão e de Governo, junto com o promotor Luciano Martins da Silva e responsáveis pela concessionária Energisa.

“Nessa reunião nós solicitamos e a Energisa concordou, o cronograma deles, e um técnico vai acompanhar antes de eles realizarem o corte, e nós vamos ver  a possibilidade de estar minimizando essa questão de poda, as vezes tem árvore que não vai precisar esse corte tão radical. Hoje a questão das podas é uma responsabilidade da secretaria de Gestão, não está na secretaria de Meio Ambiente, nós fazemos a parte de fiscalização, autorização de poda, mas a gente não faz essa outra parte. A prefeitura se comprometeu nessa reunião de fazer a manutenção destas árvores para que ela não chegue mais a esta situação, e fazer um alerta a população em geral que infelizmente a gente vai ter algumas árvores com esse corte radical porque não tem outra saída”, apontou a secretária de Desenvolvimento, Célia Castro.

Castro afirma que a poda drástica realizada nas avenidas preocupa principalmente na questão ambiental do município, e confirma que mesmo antes da reunião ouviu algumas questões da concessionária. “Estivemos com a parte técnica da secretaria de desenvolvimento, junto com a própria Energisa, e nos foi colocado a questão das árvores em relação a energia, é um problema realmente sério, porque é perigoso que uma árvore dessa possa estar energizada e de repente pode acontecer de alguém morrer se encostar em uma árvore dessa, então a gente ficou extremamente preocupado, porque uma coisa é a legislação, outra é você colocar em risco a vida das pessoas”.

A secretária ainda frisa o fato de as árvores não terem um acompanhamento regular de poda (impedido pela força da lei municipal), o que provocou o crescimento desregular algumas terão que passar pela poda drástica a fins de evitar problemas maiores. “Teremos que fazer um trabalho assim, a Energisa vai continuar os trabalhos, inclusive já fez em alguns bairros da cidade, livrando as árvores da fiação. Lógico que o impacto vai ser muito grande, para poder livrar elas da fiação, vai causar na população uma estranheza muito grande, mas nós temos que pensar primeiro na segurança”.

 

© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo