Notícias

25/11/2021 17:43

Dia do Pioneiro: Prefeitura realiza café da manhã e plantio de mudas com Pioneiros da cidade

A manhã de quinta-feira (25) foi marcada por um momento importante para os Pioneiros de Alta Floresta. A Prefeitura de Alta Floresta através das Secretarias de Cultura e Juventude, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e Inovação e Desenvolvimento Econômico, realizaram um café da manhã compartilhado para as famílias pioneiras, convidados e autoridades.

A comemoração aconteceu no Parque dos Pioneiros Ludovico da Riva Neto (localizado entre os setores H e J), e após o café, foi realizado o plantio de 30 mudas de árvores, onde as famílias pioneiras puderam realizar o plantio e identificar com uma placa o local onde depositou sua muda.

O Prefeito Chico Gamba, de família de pioneiros, chegou em 78 em Alta Floresta, com seu pai, que veio em 76 para nossa região, destaca a importância dos pioneiros “Os pioneiros tem um papel importante, que vieram para essa região para integrar para não entregar, e hoje, estamos em umas das regiões que mais produz no brasil, eu parabenizo cada pioneiro que veio para nossa região, para que hoje tenhamos a oportunidade de dar uma condição melhor de vida para nossas famílias, e agradecer também quem veio em seguida, ajudando a melhorar a nossa cidade”.

Elói Luiz de Almeida, Secretário de Inovação e Desenvolvimento Econômico, um dos pioneiros, que chegou a ser prefeito de Alta Floresta entre os anos de 1989 a 1992,  chegando em junho de 1981, esteve presente e parabenizou a ação, “Um município que não reconhece as pessoas do passado, é um país sem memória, é importante reconhecer a história e preservar a mesma, pois quem veio primeiro, abriram as primeiras ‘picadas’ foram os pioneiros, representando uma tropa de elite combatente, e graças a eles, nossa cidade hoje se transforma a cada dia, sendo reconhecida mundo afora”.

Gilbert Vaes, consultor técnico em aeroportos, chegou em julho de 77, com 16 anos, seu pai era engenheiro agrônomo, e abriu a primeira agroindústria de Alta Floresta, onde se extraiam o látex do mamoeiro para a industrialização e obtenção de uma enzima chamada papaína, que acabou movimentando a economia da época, logo após veio a febre do garimpo.

“Uma cidade sem memória, não é nada, eu aplaudo a iniciativa de se manter a lembrança dos pioneiros viva, de quem veio para essa região em busca de um futuro melhor, e muitos ficaram e conseguiram. Hoje vivemos a realidade da nossa tão amada canção de Alta Floresta, que diz ‘Quando o ronco dos tratores não mais se ouvir pelas quebradas, Só caminhões pelas estradas, Transportando os produtos desta terra. Os pioneiros viveram o período difícil, sem energia, asfalto e infraestrutura, para que hoje, nossa cidade esteja nesse momento maravilhoso que vimos caminhões e mais caminhões transportando nossos produtos Brasil e para o mundo afora”, destacou Gilbert.

E para encerrar as comemorações do dia do Pioneiro, será celebrada uma Missa na Igreja Matriz, às 19h30 com a participação das famílias dos pioneiros. E no dia 28 (domingo) às 19 horas, será celebrado um Culto na Igreja Presbiteriana Renovada (ao lado da Feira Municipal


© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo