Notícias

12/10/2021 10:05

Em MT, 564 postes foram derrubados ou danificados em acidentes de trânsito neste ano

Mato Grosso já teve 564 postes da rede de energia elétrica derrubados ou danificados em acidentes de trânsito este ano, deixando 180 mil pessoas com o fornecimento interrompido. Os dados são da concessionária de energia do estado, a Energisa.

Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Sorriso e Rondonópolis são cidades que mais registram acidentes, sendo a maior parte deles ocorridos às segundas e sextas-feiras.

Além dos perigos relacionados à batida, a Energisa alerta para outras possíveis consequências nos acidentes de trânsito, como choques elétricos. As redes de distribuição da empresa têm uma tecnologia de proteção que desativa o fornecimento de energia quando há interferência nos cabos ou postes, mas ainda assim há riscos, alerta a concessionária.

No caso de uma batida, é preciso que passageiros e motoristas tomem cuidados como não sair do veículo após a colisão, principalmente se o poste e cabos de energia estiverem sobre ele. A orientação é esperar dentro do carro e não tocar nas partes metálicas, e acionar a Energisa imediatamente. 

Reparos e custos

Segundo a empresa, em áreas urbanas a demora para se fazer os reparos é de, em média, seis horas. As despesas são cobradas dos responsáveis pelos acidentes. A reposição de um poste da rede elétrica custa cerca de de R$ 6 mil, mas o prejuízo aumenta conforme a quantidade de cabos e equipamentos ligados à estrutura. Um transformador, por exemplo, pode custar até R$ 4 mil.

No caso de estragos feitos em postes exclusivos de iluminação, é a prefeitura quem deve ser ressarcida dos prejuízos. Em Cuiabá, na maioria das vezes, o município tem que recorrer à justiça contra os responsáveis.

 

© 2014 - Todos os direitos reservados  

É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Redes Sociais

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo